Preciso viajar, e o meu PET?

Feriados e o final de ano se aproximando a dúvida de como conciliar a viagem com o pet é muito comum. Viajar com o seu animal de estimação não é tão simples como parece, por isso, preparamos um texto com todas as dicas e precauções que é necessário para saúde tanto física como emocional do seu pet, continue lendo.

 

Opções ao viajar tendo um animal de estimação

 

Ao aproveitar os feriados e final de ano é preciso pensar na saúde, na alimentação e no cuidado do seu pet. Não adianta deixar um  vizinho para dar ração e o seu animalzinho ficar o dia inteiro sozinho, isso pode gerar um estresse e inclusive doenças psicossomáticas no pet.

 

Então separamos algumas opções saudáveis para a sua viagem.

 

  1. Hotel para cães: atualmente o número de hotel para cães só têm aumentado devido a demanda de pessoas que não tem onde deixar o seu pet em viagens e compromissos. Antes de deixar o seu pet em algum hotel é importante conhecer a procedência do lugar, se ele tem todos os selso de higiene e procurar referências.

 

    Conheça bem o lugar antes, veja todas as instalações, se seu pet ficará confortável, se o ambiente parece o do seu lar para que ele não assuste também. É importante que você escolha apenas um hotel de sua confiança para que todas as vezes que surgir um imprevisto você tenha onde recorrer. Assim tanto para você, quanto para o seu pet a rotina ficará mais tranquila, você mais seguro e ele com a saúde garantida.

 

  1.   B)  Aplicativos: outra opção para a viajar e deixar seu pet em boas mãos, e você mais tranquilo é apostar nos aplicativos. Além do preço que é muito mais em conta do que hotel para cães, os aplicativos que ligam você a casas que podem receber o seu pet são bem mais práticos.

 

Uma vantagem clara dos aplicativos, tais como o Dog Hero é que o seu pet ficará em uma casa mesmo, então a chance dele desenvolver um estresse ou até mesmo pegar doenças de outros animais é bem menor. Você pode combinar com o dono dele te mandar fotos e vídeos diários para que você acompanhe de perto como está o seu animalzinho mesmo longe.

 

Mas, assim como tudo tem seu lado negativo, é preciso entender se a pessoa que ficará com o seu pet tem experiência em cuidar de animais, se existe outros animais no lar, como é a higiene desse lar, se a pessoa trabalha o dia inteiro, cada detalhe faz toda a diferença.  Nessa opção você precisa levar tudo para cuidar do seu pet, inclusive a ração é por sua conta.

  1. C) Levar seu pet na viagem: pode dar muito mais trabalho, porque afinal precisamos considerar que: se o lugar aceita animais, se existe clínica veterinária de confiança por perto para um eventual imprevisto com a saúde dele, se você irá conseguir aproveitar a sua viagem com as preocupações com o seu pet, se além do hotel ou da casa onde você irá ficar a cidade permite que leve os cães para a praia, por exemplo.

 

Antes de viajar com o seu pet é essencial consultar uma clínica veterinária para consultar se todas as vacinas estão em dia, se a saúde dele não será comprometida devido às horas de viagem, estresse do movimento e mudança de ambiente.

 

As vacinas e saúde em geral do seu pet, inclusive se ele está com o sistema imunológico pronto  para essa viagem é essencial.

Agora que você já sabe de todas as opções fica mais fácil escolher qual atitude tomar quando for viajar. Em breve faremos um texto com uma entrevista com o nosso veterinário chefe sobre levar um pet na viagem. Por isso, comente aqui a sua dúvida e continue acompanhando as notícias daqui.

Nós do Hospital Veterinário Saúde trabalhamos 24 horas para oferecer o melhor atendimento para o seu pet. Exames de imagem, especialidades, vacinas, cirurgias, laboratório e todo o suporte para o seu pet. Com excelente localização, profissionais reconhecidos no mercado e capacitados para atender todas as necessidades do seu melhor amigo em todas as horas.

Leave a reply