Principais Doenças que afetam os Cães

Cães são seres amigos, companheiros, fofos e inteligentes, mas, apesar de todas essas qualidades e muitas outras a mais, cães são seres vivos que também adoecem como nós. Então, é importante que seu cão seja vacinado anualmente e tenha a atenção de seus donos para leva-los ao veterinário sempre que dever. Abaixo aprenderás algumas das doenças que afligem ao cão e como preveni-las:
Cinomose
É uma doença não transmissível ao homem, muito contagiosa, viral multisistêmica, fatal, aguda e é causado pelo vírus Paramyxovirus. É a doença mais perigosa para o cão e para família Canidae, com exceção da doença da raiva. Tem sintomas como coriza aguda, bronquite, febre, diarreia, pneumonia severa, gastrenterite e comprometimento do sistema nervoso central. Alguns cães demonstram depressão, coordenação motora afetada, tremor muscular, convulsões e coma. Este vírus ataca principalmente o sistema nervoso, mas, pode atacar também rins, pulmões e outros órgãos. Porém, nem todos os sintomas podem estar presentes em todos os cães acometidos pela doença.
Alguns cães podem apresentar sintomas quando na fase neurológica e esta é irreversível. Apesar de ser assustador e fatal, o cão pode se recuperar nas primeiras semanas. Caso os sintomas cheguem ao sistema nervoso, tem poucas chances de sobrevivência. Quando sobrevivem, ficam com sequelas como tremores musculares involuntários. Atualmente, existem tratamentos para as sequelas causadas pelo vírus, como a acupuntura. A prevenção desta doença pode ocorrer com vacinação anual.

 

 

Hepatite
É causado por um adenovírus canino tipo I e atinge o fígado e os rins, principalmente. É mais grave é filhotes e quando são recém desmamados, porém não é de mortalidade alta. Sintomas são como febre, depressão, perda de apetite, vômitos amarelos-esverdeados, diarreia e em alguns cães, pode ocorrer edema na córnea deixando os olhos azuis que é reversível. Pode variar de sintomas leves para sintomas mais severos. O tratamento é apenas sintomático e deve ser administrado para evitar consequências.
Traqueobronquite Infecciosa Canina
É causado por um adenovírus canino tipo 2 e é conhecido como tosse dos canis. Causa inflamação nas vias aéreas superiores. Nos sintomas apresenta febre, depressão, coriza e tosse seca que pode causar ânsia de vomito e anorexia. Pode ser evoluído para outra doença chamada broncopneumonia e esta pode ser fatal para qualquer idade.
Leptospirose Canina
Trata-se de uma doença que pode ser transmitida para o homem. É conhecida como “doença do xixi do rato”, é uma bactéria que é classificada em diversos sorotipos. A forma de contaminação é através da penetração pela pele ou pode ser ingerido em água e alimentos contaminados. Para prevenção, a vacina é ainda a melhor alternativa.
Roedores também são grandes transmissores da doença tanto para pessoas quanto para os cães e isto é ocorrido em contato com a urina do roedor contaminado. Isto pode ocorrer por ratos se sentirem atraídos pela ração do cão e acabarem também por urinar nas redondezas. Os sintomas no cão quando contaminado são: perda de apetite, vomito, febre, dor abdominal, hemorragia e urina de cor marrom.


Parvovirose Canina
            É séria e muito contagiosa. Pode causar vomito, apatia, febre, diarreia sanguinolenta, desidratação, morte súbita em filhotes que aparentemente estão saudáveis (causa de cerca de 80% das mortes), depressão e disfunções respiratórias previamente a morte. Para prevenção, existem vacinas e para tratamento é exigido a internação com alto risco de vida. Esta doença acomete muito aos filhotes mas pode atingir a cães de qualquer idade.
Raiva
É considerada a mais grave, sempre fatal, é uma zoonose e não há cura nem no cão, nem no homem. É causado por um RNA-Vírus de família Rhabdoviridade e pode infectar todos os mamíferos. Tem características como agressividade, paresia, paralisia, mudança de comportamento e salivação. O contágio pode ocorrer por animais já contaminados, através da saliva deles ocorrendo, principalmente, se houver mordida. Também pode ocorrer contágio através do contato com morcegos, que são os principais vetores da doença.
Coronavirose
Causado por um Coronavírus Canino e é muito similar ao vírus da Parvoviros e causa sintomas similares, por isto, para a identificação da doença, é preciso realizar exames laboratoriais. Por vezes, isto nem é necessário pelo tratamento ser realizado de forma semelhante e de forma sintomática. Tem sintomas mais brandos que a Parvovirose e pode chegar a morte. É mais comum ocorrer em cães mais velhos. Para prevenção, existem vacinas indicadas.

[quote font_size=”12″ bgcolor=”#” color=”#” bcolor=”#” arrow=”no”]Conheça mais sobre o Portal de Notícias Mundo Pet & Vet http://www.mundopetevet.com.br[/quote]

Leave a reply