Principais doenças que afetam os Gatos

Há quem diga que gatos tem 7 vidas, mas, isso não quer dizer que eles não adoeçam durante todas essas vidas. Felinos tem suas próprias tendências a certas doenças, assim como outras espécies. Tais doenças devem ser conhecidas, evitadas e tratadas de forma eficaz para que a saúde e bem-estar do gato esteja intacta. É dito que problemas renais e respiratórios são mais frequentes em gatos, por isto, deve-se dar uma atenção prioritária a estas questões.  Saiba agora quais são algumas das doenças que mais acometem os gatos:
Rinotraqueíte Viral Felina
É uma das principais doenças respiratórias do gato, a outra é a Calcivirose. O agente causador da Rinotraqueíte é o vírus do herpes tipo 1. Quando gatos não são vacinados e vivem em abrigos são mais susceptíveis ao contágio. Os sintomas são tosse, corrimento nasal e espirros. Quando não tratado corretamente, pode se tornar crônica e levar o gato a morte. Para prevenção, é necessária a vacina tríplice, quadrupla ou quíntupla que deve ocorrer anualmente. Para tratamento, deve ser realizado através de antibióticos e limpeza dos olhos e nariz do gato e do ambiente em que ele vive.

Leucemia Viral Felina
A causa da FeLV é por um gama retrovírus é uma doença imunodepressora e inclina muito a gatos a serem predispostos a desenvolver doenças tumorais. A importância de manter o gato dentro de casa é real, pois a infecção pode ocorrer através de contato com outros gatos infectados na rua. Para proteção e prevenção, existem vacinas disponíveis para evitar a doença.
É difícil saber quando a doença está se instalando, porém, existem alguns sintomas que indicam isto, tais como: diminuição de apetite, perda de peso, diminuição da frequência de banho (ele mesmo se lambendo) e diminuição de energia. Ainda não existe cura.

 

 

Síndrome De Imunodeficiência Adquirida Dos Felinos Domésticos – Aids Felina
É causada pelo Lentivírus felino e existem semelhanças entre o vírus que causa o HIV nos humanos. Porém, não há risco de um gato transmitir a FIV (imunodeficiência felina) para humanos ou vice-versa. Neste caso também é de extrema importância que gatos se mantenham em suas residências, pois a maior forma de contagio é através de contato com outros gatos infectados. Muitas vezes, gatos quando saem na rua, brigam com outros e por vezes, pode haver machucados e sangramentos. Ocorrendo isto, pode haver a contaminação e aí será tarde demais.
Sintomas podem ser variados como: diarreia crônica, perda de peso, anemia, doenças respiratórias e podem causar também linfomas. Podem chegar até 5 anos sem nenhum sintoma. Os No Brasil, ainda não há nenhuma vacina que proteja o gatinho desta doença, por isto, a melhor alternativa é mantê-lo protegido em casa. Ainda não existe cura.
Parasitoses Intestinais
São causadas quando há a penetração de larvas e vermes nos gatos. Podem ocorrer através de alimentação de carne crua e contato com pulgas e roedores. Gatas mamães podem passar através da amamentação para seus filhotes. Sintomas se resumem em aumento de volume abdominal, fezes moles e, por vezes, até vomito. Podem levar a morte, caso não tratado rapidamente.
Para realizar a prevenção, é necessário fazer a vermifugação no tempo descrito pelo veterinário. Tomando o remédio corretamente, evitará de o gato ter verminose ou parasitose.
Clamidiose
Chlamydia Psittaci Var Felis é o nome da bactéria que causa esta doença nos gatos. Entre os sintomas está a conjuntivite severa que começa em um olho e logo passa para o outro, assim como também podem haver tosses e espirros. Vacina é a melhor forma de prevenção para esta doença.

 

 

Peritonite Infeccciosa Dos Felinos – PIF
A doença é causada por um Coronavírus e são os filhotes que estão mais predispostos a desenvolver a doença. E podem ser contraídos através da amamentação ou com o contato de fezes contaminadas. Apenas 10% dos gatos que entram em contato com o vírus, é que conseguem desenvolve-la. Tem sintomas como: falta de interesse em alimento que causa a perda de peso, aumento de volume abdominal, febre constante e dificuldade respiratória por causa de liquido no espaço pleural. Em alguns gatos, podem haver dificuldade em se locomover, saltar e ter convulsões. É uma doença que causa óbitos e não há tratamento e não existem vacinas no Brasil ainda. A melhor forma de evitar a doença, é impedindo de ele ficar em aglomerações de gatos.
Calcivirose ou Estomatite Viral
O agente causador é chamado Calicivírus. Tem sintomas como salivação, dor na mastigação, ausência de apetite e odor fétido na boca. Pode-se ser evitado através da realização de vacinas que ocorre anualmente. É contagiado através do contato com outros gatos.

felinos
Dermatofitose
É uma micose cutânea causada pelo Microsporum Canis e ocorre geralmente em gatos com pelagem longa ou semilonga. As lesões podem ser mais severas em filhotes. Ocorre múltiplas lesões cutâneas que descamam a pele. Já existe uma vacina para prevenção e tratamento.
Doenças Renais
            Não se sabe a causa da doença. Há a crença de que Persas tragam uma predisposição genética para a doença. Os sintomas são quando bebem muita água, perda de apetite e consequente perda de peso, vômitos e anemia. Por isto, remédios antiinflamatorios não esteroidais tem de ser consumido com muita cautela e sempre com acompanhamento veterinário.
É importante sempre estar de olho no comportamento do seu gato para que o problema seja tratado com antecedência. Quanto mais cedo, melhor. Quando detectado, é essencial leva-lo ao veterinário para realizar uma consulta.

[quote font_size=”12″ bgcolor=”#” color=”#” bcolor=”#” arrow=”no”]Conheça mais sobre o Portal de Notícias Mundo Pet & Vet http://www.mundopetevet.com.br[/quote]

Leave a reply